O que é doença mental? E saúde mental?

O que é doença mental?

A doença mental não é nada para se envergonhar. É um problema médico, assim como doenças cardíacas ou diabetes.

As doenças mentais são condições de saúde que envolvem mudanças na emoção, pensamento ou comportamento (ou uma combinação delas). As doenças mentais estão associadas à angústia e / ou problemas de funcionamento em atividades sociais, de trabalho ou familiares.

A doença mental é comum:

  • quase um em cada cinco (19%) adultos dos EUA experimentam alguma forma de doença mental
  • um em cada 24 (4,1%) tem uma doença mental grave *
  • um em cada 12 (8,5%) tem um transtorno de uso de substância diagnosticável

*Brasil

A Organização Mundial de Saúde/OMS, apresenta que 23 milhões de brasileiros, ou seja 12% da população, apresentam os sintomas dos transtornos mentais. Ainda conforme as pesquisas, cerca de 5% dos cidadãos sofrem com transtornos mentais graves e persistente.

A doença mental é tratável. A maioria dos indivíduos com doença mental continua a funcionar em suas vidas diárias.

Sobre a saúde mental

Saúde mental…

envolve um funcionamento eficaz nas atividades diárias, resultando em

  • Atividades produtivas (trabalho, escola, cuidado)
  • Relacionamentos saudáveis
  • Capacidade de se adaptar à mudança e lidar com a adversidade

Doença mental…

refere-se coletivamente a todos os transtornos mentais diagnosticáveis ​​- condições de saúde que envolvem

  • Mudanças significativas no pensamento, emoção e / ou comportamento
  • Aflição e / ou problemas que funcionam em atividades sociais, de trabalho ou familiares

A saúde mental é a base para emoções, pensamento, comunicação, aprendizagem, resiliência e autoestima. A saúde mental também é fundamental para os relacionamentos, bem-estar pessoal e emocional e contribui para a comunidade ou a sociedade.

Muitas pessoas que têm uma doença mental não querem falar sobre isso. Mas a doença mental não é nada para se envergonhar! É uma condição médica, assim como doença cardíaca ou diabetes. E as condições de saúde mental são tratáveis. Estamos continuamente expandindo nossa compreensão de como o cérebro humano funciona e os tratamentos estão disponíveis para ajudar as pessoas a administrarem com sucesso as condições de saúde mental.

A doença mental não discrimina; Ele pode afetar qualquer pessoa, independentemente da sua idade, sexo, geografia, renda, status social, raça / etnia, religião / espiritualidade, orientação sexual, formação ou outro aspecto da identidade cultural. Embora a doença mental possa ocorrer em qualquer idade, três quartos de todas as doenças mentais começam aos 24 anos.

As doenças mentais assumem muitas formas. Algumas são leves e interferem de maneira limitada com a vida cotidiana, como certas fobias (medos anormais). Outras condições de saúde mental são tão graves que uma pessoa pode precisar de cuidados em um hospital.

Nota

* A doença mental grave é um distúrbio mental, comportamental ou emocional (excluindo transtornos do desenvolvimento e do uso de substâncias) que resulta em grave comprometimento funcional, que interfere substancialmente ou limita uma ou mais atividades importantes da vida. Exemplos de doença mental grave incluem transtorno depressivo maior, esquizofrenia e transtorno bipolar.

Revisão médica por: Ranna Parekh, MD, MPH de agosto de 2018

Tradução: Equipe de tradução ABRATA

Fonte: https://www.psychiatry.org/patients-families/what-is-mental-illness

« Voltar

Destaques

Seja um Voluntário ABRATA

A ABRATA seleciona candidatos para o trabalho voluntário que estão disponíveis para doar seu talento, tempo e trabalho para a prestação do serviço voluntário ao próximo. Não há necessidade de experiência em lidar com os familiares e as pessoas com transtorno bipolar e depressão, basta apenas ter a vontade e o desejo de ajudar.

Comunicado da Diretoria

De acordo com as orientações do Ministério da Saúde e do Governo do Estado de São Paulo, a ABRATA continua com as atividades presenciais SUSPENSAS por TEMPO INDETERMINADO.

Campanha “Pode Contar”

A campanha "Pode Contar", é uma iniciativa do Laboratório Sanofi-Medley, com o apoio da ABRATA, que visa ajudar, com empatia, pessoas que lhe sejam próximas e colaborando para o enfrentamento da depressão. É também um canal de ajuda para quem apresenta depressão, fornecendo informações sobre os sintomas, causas, como lidar, e acima de tudo: como fazer para pedir ajuda e não se "sentir sozinho".

Campanha “Depressão Bipolar, está na hora de falar sobre isso”

Depressão bipolar: está na hora de falar sobre isso” é a mais nova campanha da Daiichi Sankyo, que tem o apoio da ABRATA - Associação Brasileira de Familiares, Amigos e Portadores de Transtornos Afetivos. O objetivo é conscientizar a população em geral sobre a importância da depressão bipolar, doença que atinge mais de seis milhões de brasileiros e depende de melhor diagnóstico e tratamento adequado.

2019-07-09T13:45:27+00:00 9 de julho de 2019|Categorias: Blog|Tags: , , , |2 Comentários

2 Comentários

  1. Jesuína Quituta 30 de maio de 2020 às 07:32 - Responder

    Olá sou Angolana, e assim que vi o vosso site agradeci muito a Deus pois pensei que essa seria uma grande ajuda, minha minha Irmã mais velha distúrbios mentais e a minha mãe é hiperativa. Em 2016, quando meu pai saiu de casa e se casou com outra, minha mãe piorou muito, seu quadro se alterou, ela deixou de tomar a medicação e também deixou de ir ao médico, passou a nos odiar já não cuida de nós como antes, já não trata as unhas, do cabelo, deixou de ser aquela mulher vaidosa que ela sempre foi, sinto-me muito triste e chateada comigo mesma por não poder ajudá-la! Como posso persuadi-la para que volte a cuidar de si? E para que aceite a doença.

    • blogabrata 4 de junho de 2020 às 11:12 - Responder

      Prezada Jesuína, agradecemos imensamente a sua mensagem!
      No contato anterior, você informou que sua mãe é portadora de Transtorno Bipolar, e que os sintomas se agravaram com a saída
      de seu pai de casa, bem como como o casamento dele com outra pessoa. É o que chamamos de “gatilho”, ou sejam, são disparadores.
      Você sabe muito bem que o tratamento medicamentoso é essencial para que o paciente fique estável. Os especialistas em Transtorno
      Bipolar e Depressão esclarecem que o tratamento acompanhado de psicoterapia e participação em grupos de apoio tem surtido bons
      efeitos.
      Assim, apresentamos algumas sugestões:
      1) Informe-se sobre o Transtorno Bipolar em nosso material informativo que consta no site: http://www.abrata.org.br, na aba de publicações;

      2) Baixe gratuitamente o GUIA PARA CUIDADORES DE PESSOAS COM TRANSTORNO BIPOLAR no site acima referido, na aba de publicações;

      3) Participe no Grupo de Apoio Online da ABRATA, cujas informações estão abaixo:

      * O Grupo de Apoio Online – GAO foi criado em função do período de isolamento social recomendado pelo Ministério da Saúde por conta do COVID-19.
      O Grupo destina-se a pessoas com depressão, transtorno bipolar e familiares, cuja finalidade fundamental é trocar experiências, compartilhar vivências, buscar soluções e se ajudar de forma solidária, por meio de suporte, apoio e conforto uns aos outros.
      O Grupo é conduzido por agentes facilitadores da ABRATA, onde as pessoas irão encontrar conforto e orientação em um ambiente confidencial, de suporte e onde cada um possa fazer a diferença na vida de outros.
      Todas as terças e sextas feiras das 19:00 às 20:30, sendo necessária a inscrição prévia no site da ABRATA. As inscrições são abertas as segundas e quintas feiras a partir das 16:00. O acesso se dá através do aplicativo Zoom.
      **Vagas limitadas

      4) Os familiares e os amigos podem auxiliar com uma conversa quando a sua mãe estiver em condições de entender que o tratamento medicamentoso
      pode ajudá-la a retomar a sua vida com qualidade.

      Estamos à disposição para mais esclarecimentos.
      Um grande abraço
      EQUIPE ABRATA

Deixe o seu comentário