Ajude os seus pacientes com transtorno bipolar permanecerem empregados

Help your bipolar disorder patients remain employed

Current Psychiatry
Vol. 8, No. 9 / September 2009
Charles L. Bowden, MD
Clinical professor of psychiatry and pharmacology, Nancy U. Karren Distinguished Chair of Psychiatry, The University of Texas Health Science Center at San Antonio

Este artigo que foi reeditado em dezembro de 2011 (AlamTec), aborda um tema importante e muitas vezes negligenciado pelos médicos que é incorporar questões relacionadas ao trabalho na consultas juntamente com a abordagem dos sintomas e a medicação. O curso prolongado do transtorno bipolar representa um desafio terapêutico quando os pacientes desejam continuar empregados, com licenças temporárias ou permanentes ou mesmo tentam retornar ao emprego após um período de incapacidade para o trabalho.

Benefícios terapêuticos do trabalho para pacientes com transtorno bipolar

O trabalho definido como que fazemos para ganhar a vida, é útil para a maioria dos indivíduos. Para pessoas com transtorno bipolar, o trabalho traz benefícios adicionais. O trabalho ajuda a estruturar suas atividades diárias, que tendem a se desorganizar por problemas associados ao ritmo circadiano do sono inadequado. As rotinas de trabalho podem diminuir a distração e a realização de várias tarefas não produtivas, comuns em alguns pacientes com transtorno Bipolar. Seus benefícios podem servir como um importante incentivo para que os pacientes persistam em seus esforços para conseguir um emprego, mesmo frente aos obstáculos.

Em geral os obstáculos para conseguir um emprego:

  • Desempenho da função: Quase metade das pessoas com este diagnóstico compromete a função social e familiar
  • Função Cognitiva: Existem comprometimentos sutis prolongados particularmente em relação à memória de trabalho.
  • Humor instável: Alguns sintomas associados aos estados de depressão, hipomania ou mania ou estados mistos que podem interferir nas responsabilidades profissionais.
  • Padrão do ritmo circadiano: As alterações de sono com uma menor necessidade, ou a tendência de aumentar sua atividade e interesses durante a noite pode mantê-los acordados até as primeiras horas do sono podem interferir nas atividades profissionais.
  • Efeitos adversos do tratamento: Para pacientes empregados devemos evitar doses de medicação que possam comprometer a concentração, a prontidão ou a velocidade e precisão motoras.

Energia hipomaníaca no trabalho: Construtiva ou destrutiva?

Sob alguns aspectos, o transtorno bipolar confere vantagens sociais e ocupacionais. As características comportamentais comuns e frequentemente adaptáveis da hipomania incluem:

  • Perseverança
  • Muita energia
  • Exuberância e bom humor
  • Sensibilidade perceptiva exagerada
  • Otimismo

Muita energia e graus leves de hiperatividade, com ideias que seguem linhas criativas e multissistemicas podem beneficiar a produtividade no trabalho, as interações com os clientes e as relações com o grupo de trabalho. Confiança e interesses sociais exacerbados podem ser valiosos em algumas atividades de vendas e marketing.

Porém os pacientes devem conhecer seus limites e potencial destrutivo, pois, muitas vezes eles não têm consciência de algumas consequências adversas de características como irritabilidade ou comportamento de risco.

Um ponto clínico importante é que colegas de trabalho podem incentivar e tirar vantagem da energia hipomaníaca de um individuo frustrando intervenções eficazes.

Superando a fixação do paciente em sua personalidade profissional idealizada

Uma barreira de emprego para alguns pacientes bipolares é que um período curto e muitas vezes antigo de desempenho intelectual ou profissional superior serve com referencia para suas habilidades. Assim, resistem a reavaliar seu autoconceito, levando a frustração ou acham que é uma reação injusta da sociedade ao transtorno bipolar. Este pensamento tende a impedir seu engajamento social ou vocacional realista a níveis que atualmente seriam viáveis a eles.

A resistência à mudança associada a essa característica frequentemente é difícil de ser controlada com simples consultas médicas e somente com uso de medicação. Intervenções psicossociais específicas podem ser mais eficazes.

Conclusão:

Uma vez que as características fundamentais do transtorno bipolar afetam o desempenho no trabalho, estas questões constituem um componente no tratamento da maioria dos pacientes. Integre esses aspectos do tratamento a outras considerações sintomáticas, farmacológicas e de planejamento das atividades diárias. As atividades profissionais pode, por sua vez, ser benéficas no controle saudável das rotinas diárias. Quando necessário, utilize intervenções psicossociais para ajudar pacientes a revisarem seu conceito sobre sua capacidade de trabalho.

« Voltar

Destaques

Seja um Voluntário ABRATA

A ABRATA seleciona candidatos para o trabalho voluntário que estão disponíveis para doar seu talento, tempo e trabalho para a prestação do serviço voluntário ao próximo. Não há necessidade de experiência em lidar com os familiares e as pessoas com transtorno bipolar e depressão, basta apenas ter a vontade e o desejo de ajudar.

Campanha “Pode Contar”

A campanha "Pode Contar", é uma iniciativa do Laboratório Sanofi-Medley, com o apoio da ABRATA, que visa ajudar, com empatia, pessoas que lhe sejam próximas e colaborando para o enfrentamento da depressão. É também um canal de ajuda para quem apresenta depressão, fornecendo informações sobre os sintomas, causas, como lidar, e acima de tudo: como fazer para pedir ajuda e não se "sentir sozinho".

Campanha “Depressão Bipolar, está na hora de falar sobre isso”

Depressão bipolar: está na hora de falar sobre isso” é a mais nova campanha da Daiichi Sankyo, que tem o apoio da ABRATA - Associação Brasileira de Familiares, Amigos e Portadores de Transtornos Afetivos. O objetivo é conscientizar a população em geral sobre a importância da depressão bipolar, doença que atinge mais de seis milhões de brasileiros e depende de melhor diagnóstico e tratamento adequado.