Medicamentos Excepcionais (Uso contínuo e alto custo)

Informações da Secretaria de Saúde | Governo de SP

Q1ZzRlNIBJqLUKFVKnayeg_pills

Os medicamentos de dispensação excepcional são, geralmente, de uso contínuo e de alto custo. São usados no tratamento de doenças crônicas e raras, e dispensados em farmácias específicas para este fim. Por representarem custo elevado, sua dispensação obedece a regras e critérios específicos.

O Programa de Medicamentos Excepcionais foi criado em 1993 e posteriormente, através de novas Portarias, o Ministério da Saúde ampliou de forma significativa o número de medicamentos excepcionais distribuídos pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Para a dispensação dos Medicamentos Excepcionais são utilizados alguns critérios, como diagnóstico, esquemas terapêuticos, monitorização/acompanhamento e demais parâmetros, contidos nos Protocolos Clínicos e Diretrizes Terapêuticas, estabelecidos pela Secretaria de Assistência à Saúde (SAS), do Ministério da Saúde. Os protocolos também relacionam os medicamentos que são fornecidos pelo programa.

As regras referentes aos medicamentos excepcionais são definidas pelo Ministério da Saúde, sendo que o principal documento exigido para o Programa é o Laudo para Solicitação/Autorização de Medicamentos de Dispensação Excepcional (LME). Desta forma, para a dispensação destes medicamentos é necessário:

  • Que o medicamento faça parte do Programa de Medicamentos Excepcionais;
  • Que seja respeitado o Protocolo Clínico definido pelo Ministério da Saúde;
  • O Laudo para Solicitação/Autorização de Medicamentos de Dispensação Excepcional (LME) devidamente preenchido pelo médico solicitante;
  • A receita médica, com identificação do paciente em duas vias, legível e com nome do princípio ativo e dosagem prescrita;
  • O Cartão Nacional de Saúde;
  • Relatório médico;
  • Termo de consentimento;
  • Exames médicos.

Trinta Unidades de Saúde estaduais, na cidade de São Paulo, são responsáveis pela dispensação dos medicamentos excepcionais, sendo que maiores informações podem ser obtidas junto às áreas de assistência farmacêutica dos Departamentos Regionais de Saúde (DRS), conforme relação de telefones abaixo:

No município de São Paulo:

  • Farmácia de Alto Custo Maria Zélia – fone: (11) 3583-1900
  • Farmácia de Alto Custo Várzea do Carmo – fone: (11) 3385-7004
  • Centro de Saúde Estadual da Vila Mariana – fone: (11) 5084-5169 (somente para pacientes do Hospital São Paulo)
  • Hospital das Clínicas – fone: (11) 3069-6617 (somente para pacientes do Hospital)
  • Hospital do Servidor Público Estadual – fone (11) 5088-8642 (somente para pacientes do Hospital).

Departamentos Regionais de Saúde | DRS

  • DRS I (Grande São Paulo) – fone: (11) 3017-2000
  • DRS II (Araçatuba) – fone: (18) 3623-7010
  • DRS III (Araraquara) – fone: (16) 3322-4655
  • DRS IV (Baixada Santista) – f: (13) 3227-5969 r.12
  • DRS V (Barretos) – fone: (17) 3322-9100
  • DRS VI (Bauru) – fone: (14) 3235-0174
  • DRS VII (Campinas) – fone: (19) 3739-7050
  • DRS VIII (Franca) – fone: (16) 3713-4399
  • DRS IX (Marília) – fone: (14) 3402-8831
  • DRS X (Piracicaba) – fone (19) 3437-7430
  • DRS XI (Pres. Prudente) – f: (18) 3226-6784 r.230
  • DRS XII (Registro) – fone: (13) 3828-2940
  • DRS XIII (Ribeirão Preto) – fone: (16) 3602-2614 (Hosp. das Clínicas de Rib. Preto)
  • DRS XIV (São J. da Boa Vista) – f: (19) 3634-2841
  • DRS XV (São José do Rio Preto) – fone: (17) 3232-0388 Ramal 243 ou (17) 3201-5179 (Hosp. de Base)
  • DRS XVI (Sorocaba) f: (15) 3332-9177 (Conj. Hosp.)

Atenção: Necessita de mais informações! Converse com o seu médico.

Fonte: http://www.saude.sp.gov.br/content/geral_acoes_politica_estadual_medicamentos_lista_medicamentos_excepcionais.mmp

« Voltar

Destaques

Seja um Voluntário ABRATA

A ABRATA seleciona candidatos para o trabalho voluntário que estão disponíveis para doar seu talento, tempo e trabalho para a prestação do serviço voluntário ao próximo. Não há necessidade de experiência em lidar com os familiares e as pessoas com transtorno bipolar e depressão, basta apenas ter a vontade e o desejo de ajudar.

Campanha “Pode Contar”

A campanha "Pode Contar", é uma iniciativa do Laboratório Sanofi-Medley, com o apoio da ABRATA, que visa ajudar, com empatia, pessoas que lhe sejam próximas e colaborando para o enfrentamento da depressão. É também um canal de ajuda para quem apresenta depressão, fornecendo informações sobre os sintomas, causas, como lidar, e acima de tudo: como fazer para pedir ajuda e não se "sentir sozinho".

Campanha “Depressão Bipolar, está na hora de falar sobre isso”

Depressão bipolar: está na hora de falar sobre isso” é a mais nova campanha da Daiichi Sankyo, que tem o apoio da ABRATA - Associação Brasileira de Familiares, Amigos e Portadores de Transtornos Afetivos. O objetivo é conscientizar a população em geral sobre a importância da depressão bipolar, doença que atinge mais de seis milhões de brasileiros e depende de melhor diagnóstico e tratamento adequado.

34 Comentários

  1. salete dias do carmo machado 3 de outubro de 2013 às 12:50 - Responder

    Eu gostaria de fazer pedido de ajuda de custo prá vários medicamentos de uso continuo que no SUS nao tem.

    • Equipe Abrata 8 de novembro de 2013 às 16:25 - Responder

      Prezada Salete
      Obrigada pelo seu contato conosco!

      A missão da ABRATA é de informar e educar a sociedade sobre a natureza dos transtornos afetivos, como também apoiar psicossocialmente os portadores de depressão, transtorno bipolar, seus familiares e amigos. Não atuamos na aquisição e fornecimento de medicação, assim como com ajuda de custo aos portadores ou familiares.
      Salete, aproveitamos a oportunidade e convidamos você para frequentar as atividades oferecidas pela ABRATA para obter mais informações sobre o transtorno bipolar, as formas de tratamento indicadas e para trocar informações com outros portadores e familiares que vivem situações semelhantes e descobriram maneiras diferentes de lidar com suas dificuldades.
      Abraços fraternos!
      Equipe ABRATA

  2. andreza aguilar 15 de janeiro de 2014 às 09:11 - Responder

    Gostaria de saber se vcs tem o remédio zider para tratamento de alzheimer

    • Equipe Abrata 15 de janeiro de 2014 às 11:53 - Responder

      Prezada Andreza

      A ABRATA não fornece medicações.
      O trabalho da ABRATA é de informação, apoio e educação sobre o transtorno do humor.
      Abs
      Equipe ABRATA

  3. Sonia Martins de Lima 25 de fevereiro de 2014 às 11:42 - Responder

    Gostaria de saber se os senhores tem o medicamento Anastrozol
    Grata

    • Equipe Abrata 25 de fevereiro de 2014 às 15:33 - Responder

      Prezada Sonia

      A ABRATA não distribui medicação e não prescreve medicação. Não temos serviços de atendimento médico e ambulatório
      O objetivo da associação é realizar atividades de apoio ao portador do transtorno do humor e aos seus famíliares.
      Att
      Equipe ABRATA

    • Equipe Abrata 25 de fevereiro de 2014 às 15:34 - Responder

      Prezada Sonia

      A ABRATA não distribui medicação e não prescreve medicação. Não temos serviços de atendimento médico e ambulatório
      O objetivo da associação é realizar atividades de apoio ao portador do transtorno do humor e aos seus famíliasre.
      Att
      Equipe ABRATA

  4. ROSA ELEONORA 20 de março de 2014 às 19:07 - Responder

    Como conseguir o formulário (Anexo XVI), para o medicamento acitretina, para tratamento de Psoríase.

    Grata

    • Equipe Abrata 21 de março de 2014 às 13:56 - Responder

      Rosa

      Este tratamento não é o foco da ABRATA, portanto não sabemos lhe informar. Mas sugerimos vc consultar e se informar com o seu médico se a medicação que ele lhe indica são fornecidas pelo SUS.

      Abraços
      Equipe ABRATA

  5. Simone Ribeiro 14 de abril de 2014 às 15:39 - Responder

    O singular 4mg ( montelucaste de sodio ) faz parte do programa ????

    • Equipe Abrata 22 de abril de 2014 às 13:10 - Responder

      Simone

      Vamos verificar o documento para lhe dar um retorno, assim como consultar a área jurídica.

      Abraços
      Equipe ABRATA

  6. Lucas de Carvalho 9 de maio de 2014 às 09:44 - Responder

    O atendimento da unidade da Vila Mariana é muito ruim e o paciente demora de 3 a 4 horas para retirar o medicamento. Mais um problema que poderia ser resolvido com uma boa gestão.

  7. Dayse Marins 16 de maio de 2014 às 07:24 - Responder

    bom dia,
    Eu pegava remédios para fibrose cística no posto de pinheiros, agora mandaram para Vila Mariana. Ontem fui até lá e não tinha enzima CREON 10000, pediram me para ficar ligando, mas não me deram previsão o que devo fazer quando acabar minha medicação.

    • Equipe Abrata 16 de maio de 2014 às 12:00 - Responder

      Prezada Dayse

      Não sabemos informar acerca desse assunto referente a medicação citada.
      Converse com o seu médico sobre o que fazer, caso não receba a medicação. Ele é a primeira pessoa que vc deve contatar sobre o seu tratamento e medicação.

      Abraços
      Equipe ABRATA

  8. Vera Lucia Rodrigues 14 de agosto de 2014 às 13:33 - Responder

    Há dias estou tentando falar com o telefone da farmácia de alto custo e não consigo, o telefone não atende (3583.1900) para onde eu devo ligar para saber se meu medicamento foi autorizado?

    • Equipe Abrata 14 de agosto de 2014 às 19:49 - Responder

      Olá Vera Lucia

      Lamentamos, mas não sabemos informar. Porém sugerimos vc ir, pessoalmente, a farmácia de alto custo, para se informar sobre o seu processo.
      Abraços
      Equipe ABRATA

  9. Carmélia Door 15 de outubro de 2014 às 15:46 - Responder

    Gostaria de saber se vocês da farmácia de alto custo enfrentam algum problema em relação a distribuição desses medicamentos? Há falta de medicamentos? E se há como isso é falado aos pacientes o que vocês os orientam a fazer em caso de falta? Obrigada!!

    • Equipe Abrata 27 de outubro de 2014 às 12:57 - Responder

      prezada Carmélia

      Não somos da farmácia de alto custo. Somos a ABRATA que desenvolve atividades de apoio a pessoa com Transtorno Bipolar e depressão. Buscamos através da associação também atuar na melhoria da política pública votada para a saúde mental, dentre ela a medicação de alto custo. Mas, não sabemos lhe informar acerca das questões que enviou.
      Abraços
      Equipe ABRATA

  10. Cláudio Pestana 12 de janeiro de 2015 às 20:25 - Responder

    Minha esposa depende do colirio Travatan (travoproposta 0,004%) ja a dois meses ela não recebe esse colirio e precisa de urgente devido ter glaucoma, gostaria de saber se não tem uma provisão pelas informação esse colirio esta em falta por não ter recebido do laboratório Alcon, aguardo contato pois ela precisa mesmo desse colirio.
    Minha esposa Lourdes Romero Pestana.

    • Equipe Abrata 16 de janeiro de 2015 às 15:11 - Responder

      Prezado Claudio

      A ABRATA não tem essa informação. Não trabalhamos neste serviço.
      Equipe ABRATA

  11. karine reis da silva 21 de setembro de 2015 às 12:53 - Responder

    Boa tarde; eu preciso da medicação quetiapina como faço para conseguir os medicamentos na farmácia Alto Custo.?

    • Equipe Abrata 22 de setembro de 2015 às 11:54 - Responder

      Olá karine

      Vc precisa entrar em contato com a farmácia de medicação de alto custo do SUS e verificar com eles o que é necessário para fazer o cadastramento.
      equipe ABRATA

  12. clovis 18 de novembro de 2015 às 12:24 - Responder

    Necessito de ajuda para o que segue:

    LUCAS CIRILO DA TRINDADE sofreu intervenção cirúrgica.

    No entanto, após a alta, o médico efetuou uma prescrição para continuar com a medicação, pois, trata-se de uma caso de possível reinfecção, além do mais por tratar-se de um idoso de 93 anos.

    a medicação prescrita é :>

    PIPERACILINA + TAZOBACTAM 4,5G 1 FRASCO EV DE 8/8H

    VANCOMICINA 500 MG 2 FRANCOS DE EV DE 12/12H

    AMBOS ULTIMA DOSE EM 18H EM 21/11/2012

    • Equipe Abrata 18 de novembro de 2015 às 17:14 - Responder

      Caro Clovis!
      A Abrata só trata de assuntos no que se refere aos transtornos do humor.Sugerimos que você procure informações sobre estes medicamentos, na rede pública, ou farmácias da rede privada.
      Abraços!
      Equipe ABRATA!

  13. Rosemeire 21 de janeiro de 2016 às 20:59 - Responder

    Boa Noite meu filho faz tratamento para transplante de rim ele toma um medicamento chamado de citrato de potássio, carbonato de cálcio 500mg, ácido fólico 5mg, complexo b somente o citrato de potássio que é manipulação gostaria de saber se esse medicamento é encontrado ai desde de ja agradeço

    • Equipe Abrata 21 de janeiro de 2016 às 22:07 - Responder

      Prezada Rosemeire!
      A ABRATA, não fornece medicamentos, apenas passa informações relacionadas aos transtornos do humor. Para conseguir o medicamento, orientamos que você procure se informar na rede pública, ou farmácias da rede privada.
      Abraços!
      Equipe ABRATA!

  14. Vanessa 2 de fevereiro de 2016 às 17:46 - Responder

    Boa tarde,

    Minha filha faz uso do Pregomin Pepti e eu sempre retirei a fórmula na Farmácia de Medicamentos Excepcionais de Mogi das Cruzes. Porém, essa fórmula está em falta.

    Gostaria de saber se, havendo disponibilidade em outra unidade, eu também posso retirar, ou apenas no meu município. Se possível, também gostaria de saber se essa falta é generalizada.

    Muito obrigada.

    • Equipe Abrata 3 de fevereiro de 2016 às 16:04 - Responder

      Prezada Vanessa!
      A ABRATA, não fornece medicamentos, apenas passa informações relacionadas aos transtornos do humor. Para conseguir o medicamento, orientamos que você procure se informar na rede pública, ou farmácias da rede privada.
      Abraços!
      Equipe ABRATA!

  15. Aldair de Carvalho Brasil 11 de fevereiro de 2016 às 17:16 - Responder

    Minha mãe faz uso de ERITOPOETINA 40.000ui que sempre foi fornecido pelo Estado. Ocorre que desde de junho/2015 este remédio não está sendo fornecido. Ela já foi 3 vezes para a transfusão e graças a amigos comprei 4 ampolas para ela este mês. O Estado não vai mais fornecer este remédio? Quem devo acionar na Justiça? O Estado, a União ou o plano de saúde (Amil)?

    • Equipe Abrata 13 de fevereiro de 2016 às 21:40 - Responder

      Caro Aldair!
      A ABRATA, não fornece medicamentos, apenas passa informações relacionadas aos transtornos do humor.
      Para conseguir o medicamento, orientamos que você procure se informar na rede pública, ou farmácias da rede privada.
      Abraços!
      Equipe ABRATA!

  16. Lynda 5 de maio de 2017 às 13:59 - Responder

    Qual é o número atual dá farmáciade alto custi de Sorocaba?
    Logo a muitos números mas nenhum é o verdadeiro número, eu preciso urgente por favor!

    • Equipe Abrata 6 de maio de 2017 às 11:38 - Responder

      Olá Lynda.

      Encontramos a seguinte indicação, na qual você deve solicitar informações porque não conhecemos o trabalho que é oferecido.

      Sorocaba tek mais um Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) III voltado ao atendimento a pessoas com transtornos mentais severos e persistentes. Funciona na Rua Finlândia, 46, Jardim Europa, a unidade – denominada “Alegria de Viver”.

      Abs.
      Equipe ABRATA.

  17. Erivelton Aragao dos Santos 4 de janeiro de 2019 às 19:16 - Responder

    Olá,
    Sou usuário do CAPS aqui onde moro, Aracaju – SE, porém estou em processo de mudança de estado, especificamente Brasília. Como devo proceder para continuar a receber a quetiapina ?

    • blogabrata 9 de fevereiro de 2019 às 12:45 - Responder

      Prezado Erivelton
      Procure na cidade para a qual se mudou as informações sobre o fornecimento de medicamento controlado.
      Você terá que procurar um médico para prescrever-lhe a medicação.
      Abs.
      Equipe ABRATA

Deixe o seu comentário