Nossa História

Nossa História 2018-06-18T15:20:47+00:00

Foi em 1999 que nasceu o sonho de criar-se uma associação, sem fins lucrativos, voltada à necessidade de atender pessoas portadoras de transtornos do humor: a depressão e o transtorno bipolar assim como seus familiares e amigos.

Um sonho que criou asas a partir da iniciativa dos próprios portadores, familiares e profissionais da área de Saúde Mental do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, através do GRUDAGrupo de Doenças Afetivas do Instituto de Psiquiatria, que juntos organizaram-se nesse mesmo ano, para torná-lo realidade.

Assim nasceu a Associação Brasileira de Familiares, Amigos e Portadores de Transtornos Afetivos – ABRATA, uma associação civil, sem fins lucrativos, que engloba representantes de diversas universidades e mantém parcerias com os mais variados segmentos sociais e profissionais. Sua sede é na cidade de São Paulo onde desenvolve múltiplas atividades, com recursos provenientes de contribuições dos associados, eventos de captação, parcerias e patrocínios de empresas.

Todas as ações da Associação são coordenadas e desenvolvidas pelo corpo de voluntários, por meio da estrutura: Diretoria Executiva, Conselho Fiscal e Conselho Científico. O voluntariado na ABRATA é de vital importância para a sua sustentabilidade e é a expressão do seu papel na sociedade brasileira. A sua atuação é conduzida por trabalhos expressivos em prol de levar o conhecimento e a informação à sociedade sobre a natureza dos transtornos do humor, além de apoiar psicossocialmente os portadores de depressão, transtorno bipolar, seus familiares e amigos.

Destaques

Livros – Depressão Bipolar um Guia Abrangente

Os autores abordam a neurobiologia e a genética, a depressão bipolar em crianças e considerações relativas a suicídio, discutindo abordagens de tratamento específicas, desde o uso do lítio e de drogas anticonvulsivantes até intervenções psicológicas, com base nas pesquisas mais atuais sobre o assunto.

Campanha Daiichi

Depressão bipolar: está na hora de falar sobre isso” é a mais nova campanha da Daiichi Sankyo, que tem o apoio da ABRATA - Associação Brasileira de Familiares, Amigos e Portadores de Transtornos Afetivos. O objetivo é conscientizar a população em geral sobre a importância da depressão bipolar, doença que atinge mais de seis milhões de brasileiros e depende de melhor diagnóstico e tratamento adequado.

Seja um Voluntário ABRATA

A ABRATA seleciona candidatos para o trabalho voluntário que estão disponíveis para doar seu talento, tempo e trabalho para a prestação do serviço voluntário ao próximo. Não há necessidade de experiência em lidar com os familiares e as pessoas com transtorno bipolar e depressão, basta apenas ter a vontade e o desejo de ajudar.