ABRATA promove semanalmente encontro para familiares e portadores de Transtornos do Humor.

Acontece todas as terças e quintas-feiras, das 18h30 às 20h30, na ABRATA (Associação Brasileira de Familiares, Amigos e Portadores de Transtornos Afetivos), o encontro do Grupo de Apoio Mútuo (GAM).
No GAM, os participantes fazem relatos, compartilham suas experiências possibilitando uma melhor compreensão da doença através da experiência de seus iguais, que convivem com os mesmos problemas no cotidiano. Os grupos são separados para portadores e para familiares, e a participação apenas para associados e para os que tenham assistido ao Grupo de Acolhimento. (Próximo:02/05/12)
As inscrições são obrigatórias devido ao número limitado de vagas.
Informe–se pelos telefones 11 – 3256–4831/3256–1910 . O horário de funcionamento da ABRATA é das 13h30 às 17h00.
O interessado também pode acessar o site www.abrata.org.br

« Voltar

Destaques

Seja um Voluntário ABRATA

A ABRATA seleciona candidatos para o trabalho voluntário que estão disponíveis para doar seu talento, tempo e trabalho para a prestação do serviço voluntário ao próximo. Não há necessidade de experiência em lidar com os familiares e as pessoas com transtorno bipolar e depressão, basta apenas ter a vontade e o desejo de ajudar.

Campanha “Pode Contar”

A campanha "Pode Contar", é uma iniciativa do Laboratório Sanofi-Medley, com o apoio da ABRATA, que visa ajudar, com empatia, pessoas que lhe sejam próximas e colaborando para o enfrentamento da depressão. É também um canal de ajuda para quem apresenta depressão, fornecendo informações sobre os sintomas, causas, como lidar, e acima de tudo: como fazer para pedir ajuda e não se "sentir sozinho".

Campanha “Depressão Bipolar, está na hora de falar sobre isso”

Depressão bipolar: está na hora de falar sobre isso” é a mais nova campanha da Daiichi Sankyo, que tem o apoio da ABRATA - Associação Brasileira de Familiares, Amigos e Portadores de Transtornos Afetivos. O objetivo é conscientizar a população em geral sobre a importância da depressão bipolar, doença que atinge mais de seis milhões de brasileiros e depende de melhor diagnóstico e tratamento adequado.

2018-02-02T17:41:43+00:00 26 de abril de 2012|Categorias: ABRATA Agenda, Blog|10 Comentários

10 Comentários

  1. CelizePedroso Rodrigues 6 de maio de 2012 às 23:48 - Responder

    Olá, achei ótimo esse site e blog, assisti no youtube, três vídeos do “Saúde Brasil”, muito bons. Meu marido tem TBH já há alguns anos, já não é de hoje que estou com dificuldades para lidar com a situação, ainda mais depois de minhas duas gravidez, minhas meninas estão com 2 anos e meio e 10 meses, fico sobrecarregada com crianças, casa, marido, animais, eu,… E muitos vezes, muitas vezes mesmo não consigo lidar com a situação, meus sentimentos são de frustração e raiva e pra piorar, pra mim, são sentimentos contidos, para não piorar o estado dele, mas e eu, como fico? Aqui, Campo Grande – MS, ele é atendido pelo CAPS, mas não tem grupo de apoio ao familiar. O que é uma pena. Tento buscar ajuda para mim pela internet. Quero achar um lugar onde posso me expressar e ter assim uma ajuda. Agradeço a atenção.

    >> Celi

  2. alzira da conceicaoa 14 de agosto de 2012 às 11:51 - Responder

    Tenho transtorno bipolar.Aqui no Rio de Janeiro tem um grupo igual ao de vcs,ou outros?

    • Equipe Abrata 15 de agosto de 2012 às 14:04 - Responder

      Prezada Alzira
      Boa tarde!

      Obrigada pelo contato!
      No RJ indicamos vc consultar o site da dra. Evelyn Vinocur, neuropsiquiatra, que coordena um grupo de apoio em Vila Isabel.
      http://www.evelynvinocur.com.br/ .
      Numa oportunidade que vier a SP, venha conhecer a ABRATA.
      Abraços!
      Equipe Abrata

      • Laila 25 de setembro de 2012 às 04:41 - Responder

        Quem é frágil e foi criada com muito amor, carinho e atenção,as emoções afloram muito, hoje sei que é síndrome do pânico, pois quando crescemos, casamos, temos filhos, passamos o mesmo amor, que recebemos, e depois eles se vão, amando também e nos distanciando, onde o amor é colocado em mensagens, web can, fotos, embora dizendo que ama demais agente, fica um vazio e nosso amor que ficou ao nosso lado, meu bem (meu esposo), faz de tudo para ajudar, mais o abraço fraterno dele, beijos, acalma e ameniza, mais, não repõe as lagrimas de amor derramado por nossos filhos.Meu ventre de saudades, mexe, tanto, que as vezes penso estar grávida. Forte é Deus para nós. beijos.amar é viver, e vivo porque amo.meu estoque de amor é tanto, que entro em panico, ansiedade e busco o A C A L M E – S E, mais demora, e preciso ir onde mora o filho mais perto para abraçar, soluçar e voltar. As vezes recorro minhas duas gotinhas de rivotril. Mais lendo suas alternativas, vou seguir, passo a passo. Tenho 50 anos e dia 30 completo 30 anos de casados com muito amor.preciso me cuidar,pois somos almas gêmeas no amor e meu bem, sente o mesmo a distancia que estiver.Amo a todos que nos entende como você. Meu amigo, que estudou e quer nos ajudar. Seja bem vindo em minha casa e em minha vida.

  3. Samanta 5 de maio de 2015 às 00:09 - Responder

    Olá!!
    Minha mãe foi diagnostica há alguns anos com transtorno bipolar afetivo, já passou por duas crises, uma a dois anos e outra mais grave a 13 anos. Hoje está relativamente bem, mas em tratamento com psicologa e psiquiatria. Sou filha única e não moro na mesma cidade que ela, meu pai é motorista de caminhão e viaja. Estou pensando em alugar um apto para minha mãe na mesma cidade que moro, gostaria de saber se tem algum grupo de apoio ou psicologa para indicar na cidade de Dourados no Mato Grosso do Sul.

    • Equipe Abrata 7 de maio de 2015 às 14:39 - Responder

      Olá Samanta

      Lamentamos mas não conseguimos localizar uma associação em Dourados. Caso em Dourados tenha CAPs, entre em contato e veja se eles conhecem alguma associação na cidade.
      Abraços
      Equipe ABRATA

  4. Suzana Lúcia Germano dos Santos 18 de outubro de 2015 às 19:57 - Responder

    Olá, meu filho foi diagnosticado recentemente com o THB, ele tem 8 anos, mas já está com acompanhamento desde os 3 anos e meio pelas crises de fúria e transtorno do sono e ansiedade. Meu marido também tem o diagnóstico. Gostaria de saber se tem algum grupo de apoio na minha cidade que possam me indicar. Moramos em Santo André-SP.
    Desde ja, agradeço.

    • Equipe Abrata 22 de maio de 2016 às 16:47 - Responder

      Olá Suzana Lúcia

      Desculpe-nos pela demora em responder. Algumas mensagens ficaram presas na caixa de spam e identificamos isso somente agora.
      procuramos identificar associações em sua região, mas não obtivemos sucesso. Mas sugerimos entrar em contato com a Associação Brasileia de Deficit de Atenção.
      http://www.tdah.org.br/

      Abraços
      Equipe ABRATA

  5. ADRIANA PENTEADO 5 de junho de 2017 às 21:45 - Responder

    OLA
    GOSTARIA DE SABER SOBRE AGENDA DE JUNHO E SE HÁ ALGO SEMELHANTE NA CIDADE DO RIO DE JANEIRO
    OBRIGADA PELA ATENÇÃO
    ADRIANA

    • Equipe Abrata 6 de junho de 2017 às 07:44 - Responder

      Olá Adriana.

      A agenda de junho será publicada em breve.
      Você pode obter informações neste grupo:

      GABrio – Grupo Afetivo Bipolar Rio – Local: Rio de Janeiro.
      Esse grupo é dedicado a portadores, pais, familiares e amigos, profissionais das áreas de saúde e a todos que se interessarem em saber mais sobre o Transtorno de Humor Bipolar.
      Mais informações: (21) 2576- 5198
      Av 28 de Setembro, 389 – Sétimo Andar – Auditório. Ed. Vila Trade Center –
      Vila Isabel – RJ.

      Um abraço.
      Equipe ABRATA.

Deixe o seu comentário